Publicador de Conteúdos e Mídias

MERCADO QUINZENAL

InfoMercado Quinzenal - 310 - 2ª Edição - Set/23

Boletim com os dados prévios de medição e posição contratual líquida de 1º a 30 de setembro de 2023


Análise da CCEE

Dados de 1º a 30/09/23 comparados com o mesmo período de 2022 (1º a 30/09/22)

Informações de medição em 05/10/2023, passíveis de ajustes no processo de contabilização

O consumo de energia elétrica no Sistema Interligado Nacional - SIN registrou crescimento de 6,2% em setembro/23 na comparação com setembro/22. Este resultado foi impulsionado tanto pelo Ambiente de Contratação Livre - ACL, que cresceu 3,0%, quanto pelo Ambiente de Contratação Regulada - ACR, que avançou 8,2%. Assim como no mês anterior, este mês o volume exportado de energia elétrica para países vizinhos foi reduzido, com apenas 132,2 MW médios. Ao considerar este montante e o volume exportado no mesmo mês do ano passado (893,4 MW médios), o SIN registra alta de 4,9%.

O mês de setembro apresentou recorde de temperaturas em diversas cidades brasileiras. Em nível estadual, as ondas de calor registradas fizeram com que a as temperaturas máximas se mantivessem acima da média histórica praticamente o mês inteiro, com poucas exceções, como em partes das regiões nordeste e norte. Apenas os estados do Rio Grande do Norte, afetado por um volume maior de chuvas, e Amapá, com dados incompletos de medição, registraram queda no consumo de energia elétrica. Na outra ponta, as maiores altas foram nos estados do Maranhão (21,8%), Rio de Janeiro (18,6%), Acre (18,3%), Mato Grosso do Sul (11,7%), Mato Grosso (9,7%) e Amazonas (9,3%).

A CCEE acompanha o consumo de energia elétrica de 15 ramos de atividade. Entre as maiores altas, destaque para os ramos de Comércio (15,1%) e Serviços (11,6%), refletindo, tanto um ímpeto inflacionário menor e alta movimentação em prédios comerciais, quanto um reflexo da onda de calor, que exige maior consumo de eletricidade em supermercados e centros de comércios/serviços, que procuram manter o conforto térmico para os consumidores. O consumo de energia elétrica da subclasse dos supermercados avançou 16,1% e o dos centros comerciais 14,4%.

Seguindo tendência dos meses anteriores, alto volume de migrações de unidades consumidoras para o mercado livre, com 803 novas UCs, considerando consumidores livres, especiais e representados por varejistas. No ano já são 5.627 novas UCs no ACL, um montante 68% superior ao mesmo período do ano passado, e 29% maior que 2021, recorde anterior. Entre os estados, em 2023 as maiores migrações foram em São Paulo (697), seguido por Rio Grande do Sul (262), Paraná (166), Goiás (129), Minas Gerais (117), Bahia (114) e Pernambuco (110).

No tocante à geração, com embasamento nos dados prévios, nota-se um crescimento estimado de 4,4%, quando comparada ao mesmo período no ano anterior. Em relação às fontes, as fotovoltaicas, hidráulicas e as eólicas apresentaram aumento, enquanto as térmicas registraram queda. Em uma escala percentual decrescente, as fotovoltaicas apresentaram um crescimento de 57,0%, seguido das hidráulicas (5,2%) e das eólicas (0,1%), enquanto as térmicas registraram queda de 3,3%.

Para o desenvolvimento deste relatório foram consideradas estas premissas:

•        Este boletim foi publicado no dia 05/10/2023;

•        As análises consideram a comparação do período de 2023 em relação ao mesmo período de 2022;

•        Os dados de julho de 2023 apurados compreendem o período entre os dias 01 a 30 do mês de referência;

•        Medição apurada em MW médios no ponto de conexão, isto é, sem as perdas da rede básica;

•        Os dados de geração contemplam as novas unidades geradoras modeladas na CCEE ao longo do mês;

•        O consumo cativo das unidades consumidoras parcialmente livres está alocado ao ACL;

•        O percentual médio mensal de perdas de geração e consumo prévio em setembro/23, foi de 2,26% e 2,29%, respectivamente;

•        O ACL considera os autoprodutores, varejistas, consumidores livres e consumidores especiais;

•        As participações no MRE e/ou no regime de cotas foram analisadas de acordo com a contabilização de cada mês. As variações apresentadas são impactadas pelo movimento de usinas no MRE e para o regime de cotas.

Para enviar comentários e sugestões ou esclarecer dúvidas, mande um e-mail para: info.mercado@ccee.org.br

Para enviar comentários e sugestões ou esclarecer dúvidas, mande um e-mail para: info.mercado@ccee.org.br

O conteúdo desta publicação foi produzido pela CCEE com base em dados e informações de conhecimento público. É de responsabilidade exclusiva dos agentes e demais interessados a obtenção de outros dados e informações, a realização de análises, estudos e avaliações para fins de tomada de decisões, definição de estratégias de atuação, assunção de compromissos e obrigações e quaisquer outras finalidades, em qualquer tempo e sob qualquer condição. É proibida a reprodução ou utilização total ou parcial do presente sem a identificação da fonte.

Loading...

InfoMercado Quinzenal - 319 - 1ª Edição - Fev/24

Data de publicação: 22/02/24

Boletim com os dados prévios de medição e posição contratual líquida de 1º a 15 de fevereiro de 2024

Acessar Painel

InfoMercado Quinzenal - 318 - 2ª Edição - Jan/24

Data de publicação: 15/02/24

Boletim com os dados prévios de medição e posição contratual líquida de 1º a 31 de janeiro de 2024

Acessar Painel

InfoMercado Quinzenal - 317 - 1ª Edição - Jan/24

Data de publicação: 22/01/24

Boletim com os dados prévios de medição e posição contratual líquida de 1º a 15 de janeiro de 2024

Acessar Painel

InfoMercado Quinzenal - 316 - 2ª Edição - Dez/23

Data de publicação: 15/01/24

Boletim com os dados prévios de medição e posição contratual líquida de 1º a 31 de dezembro de 2023

Acessar Painel

InfoMercado Quinzenal - 315 - 1ª Edição - Dez/23

Data de publicação: 22/12/23

Boletim com os dados prévios de medição e posição contratual líquida de 1º a 15 de dezembro de 2023

Acessar Painel